Em torno do livro Ritmos Tradicionais Mirandeses

Em torno do livro Ritmos Tradicionais Mirandeses


Março
06
2021

Em torno do livro “Ritmos tradicionais mirandeses” da autoria de Alexandre Meirinhos e Rui Rodrigues: conversa com Rui Rodrigues e Alexandre Meirinhos.

Apresentação online da obra  com moderação de Eduardo Soares.

A conversa com o percussionista Rui Rodrigues (autor de vários manuais de percussão) vai permitir descobrir um pouco mais do seu mais recente trabalho em parceira com Alexandre Meirinhos (Galandum Galundaina): Ritmos Tradicionais Mirandeses. Caixa de Guerra e Bomba.

Custo : 16.50€ que revertem para a aquisição do livro

O encontro terá lugar na plataforma Zoom, dia 6 de Março, das 14:30 às 15:30, devendo os interessados proceder a uma inscrição pelos seguintes contactos:

geral@casadaguitarra.pt e 222 010 033.

Bio

Rui Rodrigues, baterista e professor apaixonado pela sua arte, vive e trabalha em Braga, Portugal. Nasceu em 1978 em Amarante, outra cidade do norte de Portugal. É licenciado em Ciências da Comunicação e pós-graduado em Jornalismo pela Universidade do Minho.

A paixão pela música nasceu com ele e tinha 15 anos apenas quando escolheu a bateria como o seu instrumento de eleição. Foi nessa altura que decidiu seguir a carreira musical. Um ano mais tarde criou uma banda que se manteve no top musical em Portugal durante 10 anos, Big Fat Mamma, vencedora da 5ª edição de Termómetro Unplugged Festival e da 3ª edição do Festival de Música Moderna de Gondomar, em Portugal.

Músico, autor e professor, começou a sua carreira como músico autodidata, e posteriormente como aluno em regime de aulas privadas, de Wagner Ribeiro de Carvalho e Michael Lauren, baterista novaiorquino. É membro de várias bandas como Big Fat Mamma, Red House Blues Band, Pyroscaphe. A ele se deve também a criação em 2011 do grupo português de percussão tradicional Bombos com Alma, composto por 30 elementos, o qual se mantém em funções até ao momento presente.

Paralelamente, trabalha em contínuo com escolas, conservatórios e projectos ligados à percussão, desenhando programas pedagógicos para vários ciclos do ensino regular e educação especial. Interessa-se pelas temáticas do ritmo, comunicação e arte, tendo publicado dois livros: “Manual de Percussão Tradicional” (1ª edição em Novembro de 2013, 2ª edição em Junho de 2013 e 3ª edição em Julho de 2015), e “A Toque de Caixa” (1ª edição em Novembro de 2014).

Tocou e gravou com a banda aclamada a nível nacional Budda Power Blues, Galandum Galundaina, Michael Lauren, Carlão, Adolfo Lúxuria Canibal dos Mão Morta e Peyo Peev. No mundo teatral, compôs e tocou em peças de teatro dirigidas por António Fonseca, António Durães e Paulo Castro. Executou peças musicais de Miso Ensemble.