(Portuguese) Bandolim

É possível que em Portugal o Bandolim tenha conhecido grande popularidade, pelo menos, desde o séc XIX. Existem referências à presença deste instrumento nos salões privados oitocentistas, como alternativa à guitarra portuguesa na execução das partes melódicas. Fora destes círculos, o seu uso generalizado e popular dever-se-á às tunas, quer as de contexto académico quer as populares. No primeiro caso, terá sido decisiva a tournée da Tuna Compostellana da Universidade de Santiago de Compostela, cujo entusiasmo gerado terá estado na origem da criação de umas das tunas mais antigas do país, a da Universidade de Coimbra. Na sua vertente mais popular, as tunas foram difusoras de vários instrumentos, como o Bandolim. As arruadas, as procissões religiosas ou Cantar dos Reis eram e são ainda animadas por estas orquestras populares. Mantendo a afinação Mi Lá Ré Sol, o Bandolim típico português distingue-se de outros pela formato em pera e fundo quase plano da sua caixa harmónica. Fonte : Paulo Esteireiro No vídeo, Alfredo Teixeira toca um trecho da Marcha a Vapor no modelo 40040 TP do construtor Artimúsica. Disponível em Casa da Guitarra Mais informações em geral@casadaguitarra.pt


April
30
2020

Sorry, this entry is only available in European Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

É possível que em Portugal o Bandolim tenha conhecido grande popularidade, pelo menos, desde o séc XIX. Existem referências à presença deste instrumento nos salões privados oitocentistas, como alternativa à guitarra portuguesa na execução das partes melódicas. Fora destes círculos, o seu uso generalizado e popular dever-se-á às tunas, quer as de contexto académico quer as populares. No primeiro caso, terá sido decisiva a tournée da Tuna Compostellana da Universidade de Santiago de Compostela, cujo entusiasmo gerado terá estado na origem da criação de umas das tunas mais antigas do país, a da Universidade de Coimbra. Na sua vertente mais popular, as tunas foram difusoras de vários instrumentos, como o Bandolim. As arruadas, as procissões religiosas ou Cantar dos Reis eram e são ainda animadas por estas orquestras populares.

Mantendo a afinação Mi Lá Ré Sol, o Bandolim típico português distingue-se de outros pela formato em pera e fundo quase plano da sua caixa harmónica.

Fonte : Paulo Esteireiro

Disponível em Casa da Guitarra

Mais informações em geral@casadaguitarra.pt