Bandolim e Familia


Sorry, this entry is only available in European Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O Bandolim europeu contemporâneo foi importado de Itália ao longo dos sécs. XVIII e XIX e posteriormente adoptado pelos diferentes países, originando diversas naturezas “mistas” resultantes da sua fusão com elementos tradicionais e locais. Enquanto instrumento solista, o Bandolim é usualmente tocado na técnica de “ponteado”, desempenhando a voz de “soprano” num conjunto de instrumentos que inclui a Bandoleta (alto), a Bandola (tenor), o Bandoloncelo (baixo) e, por vezes, a Bandolineta (sopranino). O Bandolim é encordoado com quatro ordens de cordas, no total oito, que afinam do agudo para o grave: Mi Lá Ré Sol.


Saber mais