Bandolim

É possível que em Portugal o Bandolim tenha conhecido grande popularidade, pelo menos, desde o séc XIX. Existem referências à presença deste instrumento nos salões privados oitocentistas, como alternativa à guitarra portuguesa na execução das partes melódicas. Fora destes círculos, o seu uso generalizado e popular dever-se-á às tunas, quer as de contexto académico quer as populares. No primeiro caso, terá sido decisiva a tournée da Tuna Compostellana da Universidade de Santiago de Compostela, cujo entusiasmo gerado terá estado na origem da criação de umas das tunas mais antigas do país, a da Universidade de Coimbra. Na sua vertente mais popular, as tunas foram difusoras de vários instrumentos, como o Bandolim. As arruadas, as procissões religiosas ou Cantar dos Reis eram e são ainda animadas por estas orquestras populares. Mantendo a afinação Mi Lá Ré Sol, o Bandolim típico português distingue-se de outros pela formato em pera e fundo quase plano da sua caixa harmónica. Fonte : Paulo Esteireiro No vídeo, Alfredo Teixeira toca um trecho da Marcha a Vapor no modelo 40040 TP do construtor Artimúsica. Disponível em Casa da Guitarra Mais informações em geral@casadaguitarra.pt


Abril
30
2020

É possível que em Portugal o Bandolim tenha conhecido grande popularidade, pelo menos, desde o séc XIX. Existem referências à presença deste instrumento nos salões privados oitocentistas, como alternativa à guitarra portuguesa na execução das partes melódicas. Fora destes círculos, o seu uso generalizado e popular dever-se-á às tunas, quer as de contexto académico quer as populares. No primeiro caso, terá sido decisiva a tournée da Tuna Compostellana da Universidade de Santiago de Compostela, cujo entusiasmo gerado terá estado na origem da criação de umas das tunas mais antigas do país, a da Universidade de Coimbra. Na sua vertente mais popular, as tunas foram difusoras de vários instrumentos, como o Bandolim. As arruadas, as procissões religiosas ou Cantar dos Reis eram e são ainda animadas por estas orquestras populares.

Mantendo a afinação Mi Lá Ré Sol, o Bandolim típico português distingue-se de outros pela formato em pera e fundo quase plano da sua caixa harmónica.

Fonte : Paulo Esteireiro

Disponível em Casa da Guitarra

Mais informações em geral@casadaguitarra.pt