Em Destaque


Agosto
27
2020

Pequeno cordofone da Ilha da Madeira, com caixa em forma de oito, pertencente à família das violas de mão. Apresenta escala elevada sobre o tampo, 17 trastes e boca redonda; encordoa com 4 cordas simples, afinadas sobre o acorde de SOL M, do agudo para o grave RÉ4 SI3 SOL3 RÉ3. As três primeiras são de aço fino, na última, arma com um bordão de fieira.


Continuar
Se a música tem a “geografia dos instrumentos”, parece haver aqueles que podem ser considerados distintivos da Ilha da Madeira e que, ajustando características, nomeadamente a forma de construção, a afinação e as técnicas de execução, tornaram-se únicos da região - é caso do 𝗥𝗮𝗷ã𝗼 . Este instrumento é um cordofone de cordas dedilhadas, integrante da família das violas de mão. Tem 5 cordas simples e uma afinação designada de reentrante ( a 3ª corda é a mais grave), a saber, LA MI DO SOL RÉ. Este tipo de afinação era característica da viola seiscentista, que apresentava 5 cordas duplas. As suas características são muito semelhantes à “viola requintada” utilizada, desde finais do século XVI.

Agosto
14
2020

Este instrumento é um cordofone de cordas dedilhadas, integrante da família das violas de mão. Tem 5 cordas simples e uma afinação designada de reentrante ( a 3ª corda é a mais grave), a saber, LA MI DO SOL RÉ.


Continuar
CAVAQUINHO CABO VERDE ARTIMÚSICA CV60C (11160)

Julho
29
2020

O instrumento terá chegado ao arquipélago tanto a partir de Portugal como do Brasil. Pela sua posição geográfica, Cabo Verde foi sempre um importante entreposto comercial, contribuindo cada passagem para a grande mistura de técnicas, melodias, temas e ritmos que se ouvem nas diferentes ilhas. O cavaquinho cabo-verdiano acompanha a música deste país africano, actuando em mornas, coladeras, funanás ou marzucas.


Continuar