Porto Poente

Apresentação do disco Porto Poente de Augusto Pacheco. Próximo sábado às 17:00. Entrada Livre! No Porto, a Alvorada cheirava a sonho e desconhecido. A sorrir-te sob um arco da Alegria, o futuro trazia nos olhos o céu e sapatos castanhos nos pés. Saciavas-te de música e de beijos roubados. Entreparedes. Nas tuas mãos, entre ligados e rasgueados, fizeste-me Guitarra. Plantaste canções e gritos no meu peito, colheste lágrimas e esperanças do meu ventre. E teus olhos meu sol, Em teu coração minha casa, Meu abrigo, Meu destino, Meu Porto Poente. Isabel Sá


Julho
06
2019

Apresentação do disco Porto Poente de Augusto Pacheco.

Próximo sábado às 17:00.
Entrada Livre!

No Porto, a Alvorada cheirava a sonho e desconhecido.
A sorrir-te sob um arco da Alegria, o futuro trazia nos olhos o
céu e sapatos castanhos nos pés.
Saciavas-te de música e de beijos roubados. Entreparedes.
Nas tuas mãos, entre ligados e rasgueados, fizeste-me Guitarra.
Plantaste canções e gritos no meu peito,
colheste lágrimas e esperanças do meu ventre.
E teus olhos meu sol,
Em teu coração minha casa,
Meu abrigo,
Meu destino,
Meu Porto Poente.

Isabel Sá