Ultimos Eventos

Oficina de Técnica Vocal

Abril
18
2015

A Oficina de Técnica Vocal, terá como objetivo o contacto com a música de autores que tiveram um papel importante na cultura popular portuguesa.

Atividades: Introdução à técnica vocal – exercícios de respiração e colocação de voz; abordagem a dois temas de canções populares portuguesas; momento musical de conjunto envolvendo os participantes,explorando um pouco a voz de cada um, personalizadamente.


Continuar
HEAD2-600x300

Março
28
2015

Vox Chordae

2015-03-28 18:00

“Os Vox Chordae farão um concerto comentado onde percorrerão três épocas, o medieval, a renascença e o romântico.”


Continuar
Cantar Adufe

Março
14
2015

Oficina de Introdução ao Canto Percussivo, Adufe e outros instrumentos de percussão portugueses

Esta oficina nasce do trabaho de recolha de canções e ritmos realizado em diversas regiões. O seu objectivo é de mostrar a riqueza do canto percussivo português. De uma forma interactiva, os participantes terão a oportunidade de aprender as bases rítmicas mais utiizadas no adaúfe, bem como algumas das canções deste rico património.

14 de Março das 15h às 17h

Formadores: Inês Leite e Rui Rodrigues

Actividades: Exercícios de Percussão Corporal – Abordagem a ritmos tradicionais do adufe Ritmos e Canções – Breve apresentação ao público do trabalho de recolha

Público-Alvo: todos os interessados maiores de 12 anos

Nº Mínimo de Participantes: 5 pessoas

Nº Máximo de Participantes: 12 pessoas

Custo: 10€

Duração: 2h


Continuar
Manual de Percussão Tradicional

Fevereiro
28
2015

Rui Rodrigues

2015-02-28 18:00

Apresentação do Manual de Percussão tradicional. Este manual pretende contribuir para o apoio ao estudo da percussão tradicional portuguesa.

A proliferação de grupos de percussão tradicional tem sido notória em Portugal nas últimas décadas. Inspirados por séculos de atividade dos emblemáticos “Zés Pereiras” e, mais recentemente, pelo trabalho de músicos como Rui Júnior, José Salgueiro e muitos outros autores e promotores da cultura da música popular e tradicional portuguesa, estes novos grupos de tocadores têm procurado estéticas frescas que possam de alguma forma revitalizar a percussão tradicional em Portugal.

O manual foi redigido a pensar na cultura portuguesa e constitui um registo que partiu da prática regular (diária) levada a cabo nas diferentes intervenções (performativas, formativas, etc.) que o autor conduziu ao longo de quase duas décadas, tendo sido pensado para a criação de uma “ferramenta” que possibilite a sistematização dos conhecimentos culturais e que possa de alguma forma projetá-los, numa experiência de partilha e de valorização social.


Continuar
Ensemble Bergamasca

Fevereiro
21
2015

Ensamble Bergamasca

2015-02-21 18:00

O nosso programa, tocado em instrumentos de época, tem como base musica de compositores do principio do Barroco Italiano, como: ­ Marco Uccellini (1603 ­ 1680), Andrea Falconiero (1585 ­ 1656), Dario Castello (1590 ­ 1658), Giovanni Battista Fontana (1571 ­ 1630), Bartolomeu de Selma (1580 ­ 1640).

A estas unimos obras do violinista alemão Johann Schop (1590 ­ 1667) e alguns “Grounds” ingleses, baixos e progressões harmónicas famosos sobre os quais se escreviam e improvisavam variações, um pouco como acontece nos blues e jazz dos dias de hoje. Também cantamos alguns madrigais para quatro vozes franceses de Claudin de Sermisy (1490 ­ 1562).

É um programa variado, que contrasta obras de carácter serio com musica divertida e virtuosa. É uma degustação musical, que oferece ao publico a oportunidade de escutar um repertório ainda pouco tocado e tomar contacto com novos (antigos) instrumentos musicais e as suas sonoridades particulares. O nosso ensemble é 100% internacional!


Continuar
NPrata_fot_01-3

Fevereiro
14
2015

Nuno Prata

2015-02-14 18:00

Outrora baixista dos Ornatos Violeta, Nuno Prata foi um dos primeiros elementos da banda portuense a reencontrar-se com os palcos, logo após o término da mesma. Se num momento inicial se apresentou ao público em parceria com o multi-instrumentista Nicolas Tricot, num projecto apropriadamente intitulado ‘Nuno Nico’, logo assumiu o seu nome próprio, pelo qual editou em 2006 o primeiro longa-duração ‘Todos os dias fossem estes outros’.

Produzido por Tricot, caracterizou-se pela depuração do formato canção, na tradição das “pré-histórias” de Godinho, incorporando o repentismo rítmico do jazz e a dimensão narrativa da folk. A este trabalho seguiu-se, já em finais de 2010, ‘Deve Haver’, contando com a preciosa colaboração de Hélder Gonçalves e de Manuela Azevedo, os quais transportaram para o universo de Prata algum do colorido pop dos Clã.

Irá apresentar-se a solo na Casa da Guitarra, trazendo consigo o terceiro capítulo de um já longo percurso. Álbum homónimo, no qual Manel Cruz colaborou.


Continuar