Inês Leite e Rui Rodrigues – Cantar Adufe



Março
14
2015

Oficina de Introdução ao Canto Percussivo, Adufe e outros instrumentos de percussão portugueses.

14 de Março das 15h às 17h

Formadores: Inês Leite e Rui Rodrigues

Objectivos: Esta oficina nasce do trabalho de recolha de canções e ritmos realizado em diversas regiões. O seu objectivo é de mostrar a riqueza do canto percussivo português.   De uma forma interactiva, os participantes terão a oportunidade de aprender as bases rítmicas mais utilizadas no adufe, bem como algumas das canções deste rico património.

Actividades: Exercícios de Percussão Corporal – Abordagem a ritmos tradicionais do adufe Ritmos e Canções – Breve apresentação ao público do trabalho de recolha

Público-Alvo: todos os interessados maiores de 12 anos

Nº Mínimo de Participantes: 5 pessoas

Nº Máximo de Participantes: 12 pessoas

Custo: 10€

Duração: 2h

Inês Leite: Actriz e Encenadora, é Directora da Companhia TEatroensaio desde a sua formação. Tem vindo a desenvolver actividades ligadas ao Canto tradicional e toque do adufe, nomeadamente a construção do espectáculo “Transumância”.

Participou como cantora em várias apresentações e projectos como AJAFORÇA e Al-Duffeiras do Porto. Frequentou a Escola de Música dos Gambuzinos. Como actriz trabalhou com encenadores como António Durães, João Garcia Miguel, José Carretas, Lee Beagley e Pedro Estorninho.

Em cinema trabalhou com Raquel Freire em “Veneno Cura” e Eduardo Morais em “Glória”, “Sotão” e “Caos”. Encenou “Transumância” (2014), “Pássaro de Papel” (2010) e “A Última Porta (2009), “ Morte e Vida Severina” (de João Cabral de Melo Neto, 1º Prémio FTA, CCVF 2010), “A Rua do Inferno” (2006) e co-encenou os projectos Direitos e Desafios II (CM Sta Maria Feira 2006), “Poema Vadio” (TEatroensaio 2008) e “Se eu te quisesse beijar…tu deixavas? (FEP 2004).

Foi Assistente de Encenação de João Mota, Pedro Estorninho e António Durães. Responsável pela orientação e direcção dos Projectos Independentes (ESMAE-IPP 2010) e duas encenações anuais no programa PT da CMParedes desde 2006.

Rui Rodrigues:  É membro fundador do grupo Drumming – Grupo de Percussão, sob direcção artística de Miquel Bernat. Apresentando-se com regularidade em prestigiadas salas de espetáculo nacionais e internacionais.

Colaborou como músico convidado com várias orquestras e formações no âmbito da Música Clássica e Contêmporanea, onde se destacam  OrchestrUtopica, Oficina Musical, Remix Ensemble, Orquestra Nacional do Porto, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra das Beiras, Orquestra Nova Harmonia, entre outras.

Na área da Improvisação e Composição, colaborou com outras áreas artísticas como Poesia, Dança, Teatro, Imagem e Novo Circo, em projectos como “1 poesia e percussão”, “Trama – percussão e artes performativas” e “BoiteZuleika” dos quais é membro fundador. Conta com obras escritas para o grupo Drumming nos projectos “ Steeldrumming… Still Drumming”, “ Steeldrumming toca Zeca Afonso” para ensemble de steel drums e “ Zapping – Tributo a Frank Zappa” para ensemble de percussão, assim como para outros grupos e a soloÉ docente desde 1999 maioritariamente no Ensino Profissional, na área da Percussão (disciplinas de Instrumento e Música de Câmara). Actualmente é professor na Escola Profissional de Música de Espinho.

Inscrições: 222 010 033; 938 278 213 ou pelo email geral@casadaguitarra.pt