Juan Almada – Guitarra Solista

Juan Almada elabora um programa partir de uma visão latino-americana da música, tanto no que se refere ao repertório quanto à atitude artística em relação ao fenómeno musical. O músico argentino recria a atividade do músico global que combina distintas habilidades musicais (composição, arranjo, adaptação-transcrição, interpretação), característica compartilhada entre o artista barroco e latino-americano.


Novembro
04
2017

Juan Almada – Guitarra Solista

Juan Almada elabora um programa partir de uma visão latino-americana da música, tanto no que se refere ao repertório quanto à atitude artística em relação ao fenómeno musical.
O músico argentino recria a actividade do músico global que combina distintas habilidades musicais (composição, arranjo, adaptação-transcrição, interpretação), característica compartilhada entre o artista barroco e latino-americano.

Programa do Concerto  – Guitarra solista

O programa está elaborado a partir de uma visão latino-americana da música, tanto no que se
refere ao repertório quanto à atitude artística em relação ao fenómeno musical. A apresentação da “Suíte em Sol”, do compositor barroco Silvius Leopold Weiss é resultado de um trabalho de análise, transcrição e adaptação que privilegia a sonoridade da guitarra ante o próprio intérprete.
O espírito guia deste trabalho recria a atividade do músico global que combina distintas habilidades musicais (composição, arranjo, adaptação-transcrição, interpretação), característica compartilhada entre o artista barroco e latino-americano. “Los Aires Litoraleños” é resultado da fusão de músicas provenientes de três autores, Mendez e Ayala (ambos da Argentina), e Barrios (Paraguai), e que evocam ritmos típicos: chamamé, guarânia e polcagalopa.
“Rumos de Tambores”, um “aire” de candombe, ritmo típico da costa uruguaia do Rio do Prata, do compositor da província argentina de Entre Rios, Carlos Aguirre, é uma peça que desafia os limites da linguagem harmônica e técnica do violão.
A “Sonata Del Decamerón Negro”, do compositor cubano Leo Brower, representa uma de suas últimas contribuições ao repertório violonístico. Em quatro movimentos, apresenta os elementos característicos da linguagem que o compositor denomina “nueva simplicidad”, onde aparecem com frequência citações de outras músicas (próprias e de outros compositores), rítmicas de raiz africana e uma visão cinematográfica da música.

Silvius Leopold Weiss (1675-1750)
Suite en Sol  (adaptación J.Almada)
.Prelude
.Toccata y Fuga
.Courante
.Bourrée
.Sarabande
.Allegro
Dos piezas litoraleñas
Héctor Ayala (1914-1990)
. Guarania
Agustín Barrios (1885-1944)
.Danza Paraguaya nº1
Carlos Aguirre (1965-)
. Rumor de Tambores
Leo Brouwer (1939-)
Sonata Nº3, del Decamerón Negro
I. Güijes y Gnomos
II. Treno por Oyá
III. Burlesca del Aire
IV. La risa de los Griots
Duración aproximada 60 minutos.
JUAN ALMADA GUITARRA

Juan Almada

Graduado em guitarra clássica erudita na Facultad de Bellas Artes (UNLP Argentina), onde obteve
distinções da UNLP e do Governo Municipal. Assistiu a seminários com Fábio Zanon, Pablo
Márquez, Eduardo Fernández, João Luiz, Jordi Mora. Realizou estudos de pós-graduação com o
Maestro Eduardo Isaac, formando-se com as mais altas classificações em Especialização em Música
Latino-americana em guitarra (Conservatorio Luis Gianneo, Mar Del Plata).
Foi premiado em concursos instrumentais e convocatórias académicas em Espanha (Concurso
Internacional de Música de Benidorm 2015), Uruguai (Concurso César Cortinas 2005) e Argentina
(Mozarteum Santa Fe 2010, Escala Docente AUGM).
Participou nos Festivais Guitarras del Mundo 2007, Bienal Arte y Cultura UNLP, La Plata Baila
Tango, Seminario Entre Diagonales, 3º Festival Puntah, Festival Internacional de Guitarra
Arpeggiato, 1º Seminário Internacional do Violao do IGRS e 1º Seminário Internacional do Violão
do Pampa (Brasil).

Foi bolsista nos Festivais Campos do Jordão e FEMUSC (Brasil).
Participa frequentemente como violonista e bandolinista em óperas do Teatro Colón Buenos
Aires (Falstaff -Verdi, Beatrix Cenci -Ginastera, Don Giovanni -Mozart, Die Soldaten –
Zimmermann).
Tocou como solista com a Orquestra (Eduardo Sívori, La Trama, Municipal de La Plata), realizou
concertos e ministrou masterclasses na Argentina, Brasil, Uruguai, Portugal e Espanha.
Atua como concertista de guitarra clássica e músico de câmara (Trío Uzal-Meza-Almada) com uma ampla
atividade de concertos, complementada com sua atividade de Professor da Cátedra de Guitarra
na Facultad de Bellas Artes (UNLP).
Atualmente, é bolsista do Fondo Nacional de las Artes (Argentina), sustentação para os seus estudos
em Música Barroca com o Maestro alaudista Miguel de Olaso.