porto

Rúben Teixeira e Vasco Campos - Guitarra Clássica na Casa da Guitarra Porto Rúben Teixeira e Vasco Campos - Guitarra Clássica Ruben Teixeira e Vasco Campos, alunos do ensino complementar da Academia de Música de Paços de Brandão, apresentam algumas das grandes obras escritas para a guitarra clássica. Neste recital compartilhado por estes dois guitarristas, contamos com momentos musicais compostos por J.S.Bach, Fernando Sor, Francisco Tárrega, Heitor Villa-Lobos e Lennox Berkeley.

Julho
04
2015

Rúben Teixeira e Vasco Campos, alunos do ensino complementar da Academia de Música de Paços de Brandão, apresentam algumas das grandes obras escritas para a guitarra clássica. Neste recital compartilhado por estes dois guitarristas, contamos com momentos musicais compostos por J.S.Bach, Fernando Sor, Francisco Tárrega, Heitor Villa-Lobos e Lennox Berkeley.


Continuar

Junho
20
2015

Iniciou os seus estudos musicais pelas mãos de Gil Ferreira e Otília Sa, estudou no Conservatório de Música de Vila Nova de Gaia onde realizou os estudos de Analise Musical, Técnicas de Composição e Formação Musical. Realizou Masterclasses com Ricardo Barcelo, Miguel Carvalhinho, Pedro Rodrigues e Nuno Cachada.

Nos Ultímos anos apresentou-se como Solista em Diversos Locais desde monumentos, igrejas, Salas de espectáculo e perante publico academico vindo-se a destacar a sua participaçao nas jornadas Europeias de Patrimonio 2014;apresentaçao no Claustro da serra do pilar (V.N.Gaia), Casa das artes do Porto, Museu do Vinho do Porto, Igreja das taipas e de massarelos (Porto), Ateneu comercial do Porto e tambem Emeferides comemorativas como: O dia Nacional dos centros Históricos 2014 e 2015.

Também na sua Carreira Musical trabalha simultaneamente em estudio tendo já editado com o Apoio da Irmandade São josé das taipas um single. Actualmente Frequenta a Escola Superior de Artes Aplicadas (Esart) estando no último ano do Curso de Instrumento Sobre a Direcção de Miguel Carvalhinho.


Continuar
“Fado às 6h” é um espetáculo de fado tradicional, com duração aproximada de 60 minutos. A música é acompanhada com um Porto, servido no intervalo. Quintas-feiras, sextas- feiras e Sábados – Sessão às 18h Informações ou reservas, por favor contactar 222 010 033 ou geral@casadaguitarra.pt Casa da Guitarra Porto Fado às 6 is a performance of traditional fado music, that takes approximately 60 minutes. It is accompanied by a glass of Port served during the interlude. Thursdays, Fridays and Saturdays, at 6pm. For information or reservations, please contact 222 010 033 or geral@casadaguitarra.p Casa Guitarra porto fado oporto

Maio
17
2015

“Fado às 6h” é um espectáculo de fado tradicional, com duração aproximada de 60 minutos. A música será acompanhada com um Porto, servido no intervalo.
uinta, sexta e sábado – Sessão às 18h
Sessão às 18h
Fado às 6h” is performance of traditional fado music, that will take approximately 60 minutes. It will be accompained by a glass of Port wine served during the interlude.
Thursdays , Fridays and Saturday- Session at 6pm
Informations or reservations please contact 222 010 033 or geral@casadaguitarra.pt


Continuar
Marcos Araújo e Fernando Cury Concerto de guitarra clássica casa da guitarra porto Motivado pelo ano do Brasil em Portugal (2013) e constatando que muitos pós-graduandos em guitarra clássica do DeCA (Universidade de Aveiro) eram brasileiros, Paulo Vaz de Carvalho, professor do DeCa, propôs o projeto Irmão Violão como uma mostra da produção em Performance em Guitarra Clássica da UA e intercâmbio cultural. A ideia uniu destacados guitarristas brasileiros que vieram se aprimorar em Portugal. A palavra “violão” é um termo que antigamente se usava só em Portugal e se usa agora no Brasil para designar a guitarra clássica; em virtude da grande afinidade entre os dois países nasce o Irmão Violão. Fernando Cury é doutorando em performance de guitarra clássica pela Universidade de Aveiro sob orientação do Prof. Dr. Paulo Vaz de Carvalho e com apoio da CAPES do Brasil. Concluiu em 2006 o Mestrado em Práticas Interpretativas em Violão na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) onde ingressou temporariamente no quadro de professores. Em Portugal desenvolveu trabalho artístico e didático na Academia de Artes de Chaves no distrito de Vila Real e atuo como tutor em guitarra clássica de alunos brasileiros em intercâmbio na Universidade de Aveiro. Mestre em performance musical pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Brasil, o violinista brasileiro Marcos Araújo é doutorado em Estudos em Performance no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro. Como violinista, atua profissionalmente desde os seus 15 anos de idade em diversos grupos musicais no Sul do Brasil, apresentando-se nos principais programas de rádio e televisão daquela região. Tendo recentemente realizado um período de estágio de pesquisa no Instituto de Educação da Universidade de Londres, Marcos desenvolve investigações sobre processos cognitivos e afetivos subjacentes à prática musical.

Junho
06
2015

Motivado pelo ano do Brasil em Portugal (2013) e constatando que muitos pós-graduandos em guitarra clássica do DeCA (Universidade de Aveiro) eram brasileiros, Paulo Vaz de Carvalho, professor do DeCa, propôs o projeto Irmão Violão como uma mostra da produção em Performance em Guitarra Clássica da UA e intercâmbio cultural. A ideia uniu destacados guitarristas brasileiros que vieram se aprimorar em Portugal.

A palavra “violão” é um termo que antigamente se usava só em Portugal e se usa agora no Brasil para designar a guitarra clássica; em virtude da grande afinidade entre os dois países nasce o Irmão Violão.


Continuar

Maio
30
2015

Motivado pelo ano do Brasil em Portugal (2013) e constatando que muitos pós-graduandos em guitarra clássica do DeCA (Universidade de Aveiro) eram brasileiros, Paulo Vaz de Carvalho, professor do DeCa, propôs o projeto Irmão Violão como uma mostra da produção em Performance em Guitarra Clássica da UA e intercâmbio cultural. A ideia uniu destacados guitarristas brasileiros que vieram se aprimorar em Portugal.

A palavra “violão” é um termo que antigamente se usava só em Portugal e se usa agora no Brasil para designar a guitarra clássica; em virtude da grande afinidade entre os dois países nasce o Irmão Violão.


Continuar