Oficina


Maio
28
2016

oficina de paisagens sonoras

Uma aproximação à construção de texturas musicais e criação de ambientes sonoros para guitarra e percussão.

Usando a liberdade criativa individual como matéria prima principal procuram-se, nesta oficina, processos para a articulação de um discurso musical coletivo.
Utilizando a projeção de imagens e excertos de filmes vão se apontar caminhos para improvisação, música para teatro, cinema e jogos.


Continuar

Maio
07
2016

Os cordofones tradicionais madeirenses são há muito uma constante no panorama musical regional, tendo estes se desenvolvido fortemente de há 30 anos para cá em aspetos como: técnica, construção, reportório e ensino.
Como tal, o workshop destina-se, numa primeira fase, à divulgação dos cordofones madeirenses (braguinha, rajão e viola de arame) e do seu legado, abordando igualmente questões de técnicas a desenvolver nos respetivos instrumentos e de reportório a explorar, numa antologia entre tradição e inovação.

Orientado pelo jovem músico Guilherme Órfão, será também discutido o uso de efeitos como processo de criação de texturas e extensão das possibilidades sonoras de cada instrumento.


Continuar

Março
06
2016

Workshop de Música Brasileira e Processos Criativos com Fernando Lobo

O objetivo do workshop é oferecer aos participantes um ambiente de criação em música brasileira, tendo como meta a compreensão dos padrões e dos diversos caminhos vivenciados pelos músicos no Brasil. Os participantes, nesse caso tem a oportunidade de desenvolver linguagens e ferramentas no âmbito da produção musical. Conectar as ideias das sonoridades através do corpo, para depois transportá-las às plataformas de tecnologia disponíveis na atualidade, sejam elas analógicas, digitais ou virtuais.


Continuar
Oficinas de verão Casa da guitarra Porto Durante o mês de julho vão decorrer várias oficinas organizadas de forma semanal que pretendem proporcionar aos jovens participantes diferentes momentos de aprendizagem e exploração musical. Nestas oficinas, as crianças vão conhecer e experimentar a rica paleta de cordofones portugueses (viola, guitarra portuguesa, cavaquinho e violas de arame) e explorar a sua sensibilidade e criatividade musical. Na Mostra de Instrumentos as crianças vão tomar o contacto com os diversos cordofones portugueses: as suas caracteristicas sonoras, técnicas de execução e métodos de construção. Nas Oficinas Instrumentais vai ser possível, com a orientação de professores especializados, ter os primeiros contactos com cada um dos instrumentos presentes na Casa da Guitarra (viola, guitarra portuguesa, cavaquinho e violas de arame). Na Oficina de Escrita Criativa vão ser abordados os processos envolvidos na criação de uma narrativa original. No Caça Sons as crianças, com a orientação dos professores e com a ajuda dos seus telemóveis ou gravadores vão recolher os sons da Casa da Guitarra. A Banda Sonora, orientada pelos professores, vai ser construída com os sons recolhidos do Caça Sons e baseada na história feita por cada um.

Julho
06
2015

Durante o mês de julho vão decorrer várias oficinas organizadas de forma semanal que pretendem proporcionar aos jovens participantes diferentes momentos de aprendizagem e exploração musical.

Nestas oficinas, as crianças vão conhecer e experimentar a rica paleta de cordofones portugueses (viola, guitarra portuguesa, cavaquinho e violas de arame) e explorar a sua sensibilidade e criatividade musica


Continuar
Oficina envernizamento Luthier José Catoira Casa da Guitarra portoA Casa da Guitarra, em parceria com Instrumentos musicais Tremoço, promove, nos dias 6 e 7 de Junho uma oficina de envernizamento de instrumentos musicais de tampo plano. A oficina será dada pelo Luthier Jose Catoira e serão abordados os seguintes temas: . Acabamentos da madeira com raspador, lixa e micromesh. . Tipos de tapa poros. . Acabamento com pedra pomes e verniz. . Aplicação de verniz “à boneca”. . Polimento. Esta oficina tem como numero mínimo de inscrições 6 pessoas (com um custo de 160 euros) e numero máximo de 10 pessoas (com um custo de 100 euros)e a data limite de inscrição é dia 1 de Junho. Para inscrições ou mais informações: instremoco@gmail.com geral@casadaguitarra.pt 933 851 183 222 010 033 Luthier Jose Catoira . Formação 1998 – Escola oficina de Marcenaria do Concelho de Oleiros, A Coruña 1999-2001 – Construção de harpa céltica na E.M.A.O Concello de Vigo, Pontevedra. 2003-2005 – Cursos de construção de violinos na London Metropolitan University, U.K. 2004 – Curso de construção de arcos em Victoria, B.C. , Canadá 2006-2009 – Diploma Newark School of Violin Making. Menção Honrosa “Upper Merit”. 2010 – Cursos em Oberlin, USA. (convidado pela Violin Society of America) 2010 – Moldes e impressões com Sharon Que, Parma. Italia. 2014 – Desenho técnico e proporcional aplicado á luthería com Francois Denis, Madrid. . Vida Profissional 2003-2005 – Marceneiro em Rick Baker LTD, London. Moble de alta gama a medida 2005-2006 – Assistente de Oficina do luthier Germán Arias, Sarria. 2008-2011 – Mestre de luthier no Juliet Barker Workshop, Cambridge. UK 2011 – Restauro de instrumentos clássicos em Fred Oster, Philadelphia. USA. Finais 2011 – Estudio em A Coruña. Construção e restauro de quarteto clássico.

Junho
06
2015

A Casa da Guitarra, em parceria com Instrumentos musicais Tremoço, promove, nos dias 6 e 7 de Junho uma oficina de envernizamento de instrumentos musicais de tampo plano. A oficina será dada pelo Luthier Jose Catoira e serão abordados os seguintes temas:

. Acabamentos da madeira com raspador, lixa e micromesh.
. Tipos de tapa poros.
. Acabamento com pedra pomes e verniz.
. Aplicação de verniz “à boneca”.
. Polimento.

Abertas Inscrições


Continuar

Abril
19
2015

A Sessão apresenta o “Manual de Percussão Tradicional Grau I – Minho”, um trabalho de Rui Rodrigues. Este manual pretende contribuir para o apoio ao estudo da percussão tradicional portuguesa.

A proliferação de grupos de percussão tradicional tem sido notória em Portugal nas últimas décadas. Inspirados por séculos de atividade dos emblemáticos “Zés Pereiras” e, mais recentemente, pelo trabalho de músicos como Rui Júnior, José Salgueiro e muitos outros autores e promotores da cultura da música popular e tradicional portuguesa, este novos grupos de tocadores têm procurado estéticas frescas que possam de alguma forma revitalizar a percussão tradicional em Portugal.

Desta forma a Connect ART vem apresentar a primeira sessão na Casa da Guitarra, promotor d’A Sessão. Nesta sessão, Rui Rodrigues propõe “passar os padrões rítmicos do Minho” para os instrumentos presentes.


Continuar