guitar

Formado por Miguel Ángel Dotto, Fernando Stern, Adrián de Rosa e David Bajdá, o quarteto de guitarras Ecos conta com 12 anos de trajectória, partilhando as suas interpretações em diversos ciclos e festivais de música de câmara no seu país - Argentina- e no estrangeiro. Nos seus concertos, apresentam um repertório composto por originais para 4 guitarras e também arranjos realizados pelos integrantes do quarteto.

Agosto
17
2019

Formado por Miguel Ángel Dotto, Fernando Stern, Adrián de Rosa e David Bajdá, o quarteto de guitarras Ecos conta com 12 anos de trajectória, partilhando as suas interpretações em diversos ciclos e festivais de música de câmara no seu país – Argentina- e no estrangeiro.
Nos seus concertos, apresentam um repertório composto por originais para 4 guitarras e também arranjos realizados pelos integrantes do quarteto.


Continuar
O guitarrista argentino Cristóbal Schulkin faz um percurso musical pela Argentina e por terras exóticas como a Índia e a Turquia. Uma viagem através de compositores argentinos modernos como Ástor Piazzolla, Quique Sinesi e de outros compositores destacados do mundo da guitarra, como Carlo Domeniconi.

Julho
27
2019

O guitarrista argentino Cristóbal Schulkin faz um percurso musical pela Argentina e por terras exóticas como a Índia e a Turquia. Uma viagem  através de compositores argentinos modernos como Ástor Piazzolla, Quique Sinesi e de outros compositores destacados do mundo da guitarra, como Carlo Domeniconi.


Continuar
8 peças para guitarra da autoria de Carlos Paredes e Eduardo Baltar Soares. 8 pinturas de João Marques de Lima inspiradas nas paisagens naturais e musicais de Portugal. Um concerto, uma exposição e uma conversa em torno da obra de Carlos Paredes. Participação de João Diogo Leitão na Guitarra Clássica Conversa conduzida por Octávio Fonseca Silva Quadros para Paredes é um gesto musical largo composto por 8 episódios onde procurei emoldurar a música de Carlos Paredes. Não se trata de uma homenagem. Paredes é Paredes e não precisa de homenagens. Trata-se, antes, de uma necessidade. Necessidade de exteriorizar a admiração sem limites pelo seu trabalho. Necessidade de aprender a música do mestre, moldá-la para que caiba na viola. Torná-la um pouco minha, no fundo querer ser Paredes por instantes. É um trabalho que pretende reflectir sobre as grandes heranças culturais. O que fazer com elas? Conhecer, estudar, reproduzir? Sem dúvida. Mas optámos aqui, também, por interferir, interpelar, cortar e acrescentar. Quisemos enfatizar gestos, criar pontos de inflexão, preparação e momentos de contemplação. Construir uma narrativa. Não deixa de ser, por isso, um pensamento sobre o lugar da memória na actualidade dos dias. "Eduardo Baltar Soares"

Junho
29
2019

8 peças para guitarra da autoria de Carlos Paredes e Eduardo Baltar Soares.

8 pinturas de João Marques de Lima inspiradas nas paisagens naturais e musicais de Portugal.

Um concerto, uma exposição e uma conversa em torno da obra de Carlos Paredes.

Participação de João Diogo Leitão na Guitarra Clássica

Conversa conduzida por Octávio Fonseca Silva


Continuar