Entrada Livre


Março
21
2016

Formado por André Milagres, Lucas Ladeia, Rodrigo Heringer e Rodrigo Magalhães, o grupo surgiu a partir de uma proposta coletiva de execução do repertório de choro com uma formação pouco convencional, utilizando instrumentos como o baixo-acústico, a bateria, a guitarra e o vibrafone, somados aos tradicionais violão de sete cordas e cavaquinho.

A partir de sua criação, em 2011, seus integrantes passaram a arranjar e compor peças que combinassem com a instrumentação proposta, valendo-se de uma concepção estética singular dentre os que lidam com o gênero no Brasil.

Nas apresentações de divulgação do disco, o Assanhado busca sintetizar o intercambio, a troca e as múltiplas sociabilidades. O resultado é um som dotado de personalidade, inovação e brasilidade, executado em show enérgico através do qual buscam a aproximação entre o público e o ambiente da música instrumental brasileira.


Continuar
O Fórum Cultural de Gulpilhares apresenta alguns dos seus alunos de Guitarra neste concerto fora de Portas escolares. Os momentos musicais, protagonizados por alunos do 1º ao 5º graus, irão abranger obras de compositores como Máximo Diego Pujol, Vicente Lindsey-Clark, Leo Brouwer, Julio Sagreras, Duarte Costa, entre outros.

Março
19
2016

O Fórum Cultural de Gulpilhares apresenta alguns dos seus alunos de Guitarra neste concerto fora de portas escolares. Os momentos musicais, protagonizados por alunos do 1º ao 5ºgrau, irão abranger obras de compositores como Gary Ryan, Francisco Tarrega, Vincent Lindsey-Clark, Fernando Sor, entre outros.


Continuar

Fevereiro
20
2016

O Trio Madeira Húmida surgiu do encontro de 3 músicos que se conheceram pelas rodas de choro da cidade do Porto. O trio interpreta clássicos do choro, samba e bossa nova.

Género pioneiro da música popular brasileira, o espírito do Choro foi sempre o de popularizar outros géneros musicais tidos como mais elegantes para tocá-los à brasileira. O chorinho é uma música que exige grande desenvolvimento artístico e técnico dos seus executantes.


Continuar