Cavaquinho

É fundamentalmente no Minho que o Cavaquinho aparece hoje como uma espécie típicamente popular, ligada às formas essenciais da música característica desta província. O Cavaquinho minhoto têm como característica a escala rasa com o tampo, o que facilita a prática do “rasgueado”, contém doze trastos e a boca da caixa é usualmente de ”raia” embora surjam ainda outros de boca redonda. O Cavaquinho é um instrumento com um grande número de afinações que variam conforme as terras, as formas tradicionais e até os tocadores. Mi Si Lá Ré, agudo para o grave, será porventura a afinação mais versátil, mas Ré Si Sol Sol ou Mi Dó# Lá Lá serão por certo as afinações mais usuais entre os tocadores de Braga para a prática do varejamento do malhão e do vira na “moda velha”


Cavaquinho minhoto (Cavaquinho from Minho)
Found mostly in the Portuguese region of Minho, the Cavaquinho minhoto maintains strong links to the characteristic musical forms of its region. Structurally, the fingerboard is level with the soundboard, facilitating the practice of rasgueado (a kind of percussive strumming) typical of this music. It has twelve frets, with a soundhole usually shaped in a half circle topped by two teardrops, although some are round. The Cavaquinho uses a wide range of tunings that vary according to location, traditional forms, and even players. Four metal, or sometimes nylon (originally gut), strings are typically tuned D4 A4 B4 E4, from low to high, perhaps the most versatile tuning, while G3 G3 B4 D4 or A4 A4 C#4 E4 are the most commonly used among players from Braga for the practice of the varejamento do malhão (a kind of two-finger strumming), and the vira (a traditional dance) in the moda velha (old style).