Bandolim e Familia

bandolim

O Bandolim europeu contemporâneo foi importado de Itália ao longo dos sécs. XVIII e XIX e posteriormente adoptado pelos diferentes países, originando diversas naturezas “mistas” resultantes da sua fusão com elementos tradicionais e locais. Enquanto instrumento solista, o Bandolim é usualmente tocado na técnica de “ponteado”, desempenhando a voz de “soprano” num conjunto de instrumentos que inclui a Bandoleta (alto), a Bandola (tenor), o Bandoloncelo (baixo) e, por vezes, a Bandolineta (sopranino). O Bandolim é encordoado com quatro ordens de cordas, no total oito, que afinam do agudo para o grave: Mi Lá Ré Sol.


Saber mais